quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Sobrevivencialismo Psicológico: Por que não devemos alimentar lembranças ruins?


Muitas pessoas não conseguem se livrar das lembranças ruins outras acreditam que "desabafar" recontando a mesma histórias milhares de vezes ajuda a se aliviar. O fato é que todas as vezes que você relembra um ocorrido seja bom ou ruim, você revive o acontecimento, ou melhor seu cérebro faz a leitura dos acontecimentos da mesma forma como se estivesse ocorrendo no presente. É engraçado como o imperador filósofo Marco Aurélio no séc II já havia observado tal fato, em sua obra "Meditações" ele cita em determinado momento que toda vez que lembramos de uma ofensa estamos sendo ofendidos novamente.

O neurofisiologista Giocomo Rizzolat em uma experiência com macacos fez uma descoberta bastante importante. Tinham vários macacos com eletrodos em seus cérebros que estavam registrando as áreas de atividades cerebral. Em dado momento um dos macacos começou a contrair uma das mãos, e isso começou a mostrar atividade no seu cérebro na parte motora, até ai normal. Porém os outros macacos próximos que estavam observando começaram a ter a mesma atividade na área do cérebro responsável pela atividade motora mesmo que não estavam fazendo o movimento, só estavam observando o movimento da mão do colega, ou seja seus cérebros começam a trabalhar como se eles estivessem movimentando as suas mãos. Em um outro experimento cientistas conversaram com pacientes que não podiam se comunicar nem se mover de qualquer forma, instruindo-os a falar sim a uma pergunta imaginando jogar tênis e não, imaginando andar pela casa e isso revelou atividades cerebral normal como a de voluntárias saudáveis. Enquanto imaginava jogar tênis, por exemplo, uma área responsável pelo movimento dos braços e pernas tornou-se ativa nas imagens da ressonância.


Essas experiências acima narradas nos mostram que nossa imaginação tem o poder de fazer o cérebro reagir como se estivesse vivendo determina experiência.



Por que não devemos fazer isso?

Olhar sempre para frente é preciso para nossa evolução pessoal e assim atingirmos o autoconhecimento. O neuropsiquiatra austríaco Viktor Emil Frankl viveu parte da vida dele em um campo de concentração na Alemanha Nazista tendo uma experiencia sofrida com muitas perdas, porém ele percebeu que toda pessoa mesmo na situação mais miserável que possa estar vivenciando tem escolhas, pois somos senhores de nossas vidas e podemos estabelecer e selecionar ações mesmo diante de situação adversas e limitadoras. Então Frankl pegou essa experiência e desenvolveu a logoterapia onde pôde ajudar pessoas a superar sofrimentos, os deixando para trás e descobrindo um sentido para suas vidas. Deve-se entender que reviver experiências ruins trazem apenas consequências ruins tais como: 

Autossabotagem: Toda vez que você rumina o passado novamente e novamente você faz autossabotagem no seu processo de crescimento pessoal e consequentemente no seu sucesso perante a vida, gerando um mindset fixo não evolutivo.

Vitimização: Além disso, ninguém gosta de um bebê chorão. Pare de ficar relatando a todo momento tudo que aconteceu de ruim com você, desde coisas banais ou não, pois além de ninguém poder ajudá-lo, o verá  como uma pessoa chata e fraca, e podem até usar isso futuramente contra você.

Distúrbios em sua saúde: Memórias revividas a todo momento criam uns estresse absurdo pois o cérebro como dissemos não entende a diferença entre uma coisa que está acontecendo ou apenas uma memória, ele vai liberar hormônios estressores como se estivesse vivendo a emoção e consequentemente seu metabolismo irá agir como tal, podendo desenvolver pressão alta, problemas cardíacos, derrame, câncer, e problemas psicológicos como depressão, fobias, causando dor existencial podendo levar ao suicídio.

Observação: Caso não consiga resolver a questão de parar de reviver a memória devido a intensidade dessas memórias como acontece por exemplo em casos de estresse pós-traumáticos, ajuda de profissionais da saúde como psiquiatras, psicólogos e psicanalistas podem ajudar.

Ajuda de profissionais pode ser preciso dependendo a dificuldade de se libertar do passado.



Obra indicada:

Livros:








Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição.

Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos




2 comentários:

  1. Ė bem assim mesmo...esta materia esta perfeita...isto acontence muito no nosso meio de hj ainda...sempre devemos nos cuidar pra nao termos recaidas de coisas ruins que nos rodeia...continue Prof.Marcos Antonio Ribeiro dos Santos nos ajudando a ver, entender e a enfrentar nossos traumas que a vida um dia nos prega.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...