segunda-feira, 8 de junho de 2020

O Cosplay pode contribuir para o crescimento pessoal?


Recentemente iniciei um estudo de psicologia sobre a prática cosplay, onde tive a oportunidade de analisar os aspectos positivos sobre esta prática junto a seus participantes. Em nossa sociedade exitem muitas pessoas com dificuldades de se expressar socialmente, de se inserir e ser aceita na sociedade em que vive, e isso pode trazer vários problemas para o desenvolvimento psicossocial desta pessoa como transtorno de personalidade evitativa, agorafobia, timidez extrema, e aceitação do corpo físico (obesidade, deficiência física, etc). 


E no trabalho  pude demonstrar a importância da expressão corporal artística por meio da prática de cosplay e as contribuições para o indivíduo em relação a construção ou reconstrução da identidade social frente ao desequilíbrio na formação de sua self e ainda a inserção do indivíduo no contexto social a partir de um grupo com o mesmo segmento de prática.


Na prática cosplay, o praticante escolhe o personagem que melhor se identifica com uma qualidade que gostaria de ter, personalidade, estilo e busca expressar fisicamente e psicologicamente estes personagens. A partir daí, começa a participar de grupos e eventos conhecendo pessoas que tem a mesma afinidade e consequentemente são aceitos neste meio comum, e vão desenvolvendo relacionamento e habilidades que nem sabiam que possuíam. E com isso vão compartilhando experiências e desenvolvendo sua personalidade social de forma positiva, sentindo o reflexo desta mudança em outros círculos sociais como no trabalho, faculdade, entre outros.


Aquelas qualidades que veem em seus personagens favoritos acabam pela identificação e representação de formas reiteradas sendo inseridas em seu próprio self, chegando muitas vezes a verem o mundo de forma diferenciada, desenvolvendo até mesmo uma consciência social, se preocupando com questões da comunidade. Muitos praticantes começam até mesmo a prestar serviços voluntários como fazer visitas em hospitais, comunidades carentes, participar de teatros infantis para crianças destas comunidades.  No presente estudo que ao contrário do que poderia se supor, que a prática de interpretação de personagens fictícios poderia prejudicar desenvolvimento da persona, havendo uma contração levando o indivíduo a um retrocesso, o infantilizando, não acontece. 


Ao contrário todas as qualidades reprimidas vêm à tona, pois o praticante na maioria dos casos escolhe seu personagem por uma qualidade que querem trazer a realidade, e a teatralização o auxiliam a isso, a atingir a plenitude de seu self. O benefício demostrado com esta pesquisa foi justamente o grande auxílio que a pratica cosplay representa para o praticante para o desenvolvimento da sua identidade social e a consequente melhora na qualidade de vida do individuo. Conforme explanamos acima a relação do desenvolvimento da identidade pessoal com a participação de grupo sociais podem beneficiar e muito na integração social. Uma vez que o indivíduo possa expor em grupo comum a sua individualidade, seus gostos e compartilhar com outros membros isso o auxilia e desenvolve a sua autoestima.  



A prática de cosplay perfeitamente se encaixa dentro desta prática benéfica de desenvolvimento psicossocial, pois impulsiona a pessoa antes isolada a encontrar pessoas com seu perfil dentro de grupos. E esta gratificação pode levar esta experiência gratificante de encontro do sua identidade para outras instancias em sua vida (trabalho, relacionamentos, entre outros).



Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição. 


Prof. Marcos Antônio Ribeiro dos Santos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...