sexta-feira, 29 de maio de 2020

Entomologia Forense: Insetos que resolvem crimes


Entomologia forense é o estudo de insetos para fins médico-legais. Há muitas maneiras pelas quais os insetos podem ser usados ​​para ajudar a solucionar um crime, mas o objetivo principal da entomologia forense é estimar o tempo desde a morte.
Nesta matéria vamos conhecer um pouco desta fascinante  área de estudo da medicina legal.
 

Insetos e estágios da morte
Uma vez que uma pessoa morre, seu corpo começa a se decompor, e esta  decomposição começa com a ação de microrganismos como fungos e bactérias, seguida pela ação de uma série de insetos (artrópodes). Os corpos atraem dois grupos principais de insetos: moscas ( Diptera ) e besouros ( Coleoptera ). Os corpos se decompõem lentamente ou rapidamente, dependendo das condições climáticas, se foram enterrados ou expostos aos elementos, se há presença de insetos ou se eles têm uma substância em seus corpos que impede sua rápida decomposição, como tamanho e peso corporal, roupas.

Assim o corpo morto passa por constantes mudanças, permitindo aos investigadores estimar quanto tempo essa pessoa está morta. Cada estágio atrai diferentes tipos de organismos que se alimentam do corpo e reciclam a matéria. Esses estágios podem levar dias ou anos (até milhares de anos!):


1. Estágio de decomposição inicial ou fresco

Compreende o período entre a morte do animal até o momento em que ele começa a inchar. Neste estágio, ocorreu o fenômeno destrutivo chamado autólise, pois, quando cessada a circulação, as células deixam de receber novos elementos pela corrente plasmática, prejudicando as trocas nutritivas. Ocorre apenas ação de formigas e começam a postura de ovos por dípteros, principalmente, L. eximia e C. albiceps.

2. Estágio de putrefação ou efisematoso

Neste estágio, o cadáver apresenta um inchaço abdominal devido ao metabolismo das bactérias. Certas partes do cadáver, como axilas, começam a apresentar rompimento, devido a ação das larvas de Calliphoridae. Este estágio varia geralmente de 24 a 48 horas.

3. Estágio de putrefação escura ou coliquativo

O corpo do cadáver rompe e pode ser visualizado um grande número de larvas de dípteros, bem como formigas e coleópteros predando estágios imaturos. O odor exalado pelo cadáver é muito forte e a duração deste estágio varia de 24 a 48 horas. É neste estágio onde ocorre a maior diversidade de espécies de Calliphoridae.

4. Estágio de fermentação butírica ou fermentação

A pele esta totalmente decomposta e só podem ser visualizadas larvas de dípteros que não completaram o seu desenvolvimento, em função de falta de substrato, começando a ser visível o processo de dispersão larval realizado pelas larvas em estágio pós-alimentar.

5. Estágio seco ou esqueletização

Sobraram somente ossos e algumas cartilagens mais duras que não foram decompostas e o couro ressecado pela ação do sol. Não ocorreram mais larvas alimentando-se, apenas alguns adultos de moscas.


Coleta, preservação e empacotamento de amostras

As investigações forenses se baseiam em evidências e materiais encontrados na cena do crime, que devem ser registrados e coletados com cuidado. Isto é especialmente verdade para o material de insetos, que pode ser difícil de encontrar. Ao se aproximar de uma cena com evidências de insetos, um entomologista forense primeiro considera o ambiente. Se a cena é ao ar livre, eles observam a paisagem, as plantas e os tipos de solo, além do clima.

Uma vez no corpo, o entomologista forense colhe várias amostras de diferentes áreas do corpo. Se houver larvas, algumas são coletadas, colocadas em água fervente e preservadas em álcool. Isso interrompe o desenvolvimento e permite que o inseto seja envelhecido. A coleta cuidadosa e precisa de evidências de insetos no local é essencial. Idealmente, um entomologista coleta uma variedade de estágios de insetos de diferentes áreas do corpo e do ambiente (por exemplo, roupas ou solo). Diferentes espécies, ou insetos coletados em diferentes áreas, são mantidos separadamente.

O que os insetos podem nos dizer? 

Insetos podem fornecer detalhes sobre a vida de uma pessoa antes de morrer, tais como:

1. As moscas tendem a depositar seus ovos primeiro em locais úmidos do corpo, como os olhos e a boca. Se a atividade de larva ocorrer longe de uma abertura natural, isso pode indicar uma ferida. Por exemplo, larvas na palma das mãos sugerem feridas de defesa;

2. A presença de insetos no corpo que não são encontrados na área sugere que o corpo foi movido e pode indicar o tipo de área em que o assassinato ocorreu.

3. Se o ciclo de insetos for perturbado, pode sugerir que o assassino retorne à cena do crime. O entomologista pode ser capaz de estimar a data da morte e, possivelmente, a data do retorno do assassino.


4. Se as larvas se alimentam de um corpo com drogas em seu sistema, esses produtos químicos se acumulam e podem ser detectados.  O uso de drogas pode alterar o tempo do ciclo de vida de um inseto. A cocaína, por exemplo, faz com que as larvas que se alimentam dos tecidos afetados se desenvolvam muito mais rapidamente do que normalmente. Venenos como malthione no cadáver podem atrasar a colonização de insetos.

5. Se um inseto for encontrado em um local específico, ele poderá colocar um suspeito na cena do crime.

6. Se insetos forem encontrados em um indivíduo vivo (geralmente crianças pequenas ou idosos), isso pode indicar negligência ou abuso.

LIMITAÇÕES DA ENTOMOLOGIA FORENSE:

1. As estimativas de tempo de morte dependem de informações precisas sobre a temperatura, mas os padrões climáticos locais podem ser variáveis ​​e os dados podem vir de estações bem distantes da cena do crime.

2. A entomologia forense depende da abundância de insetos. No inverno, há menos insetos e o uso da entomologia é limitado.

3. Como leva tempo para criar insetos, a entomologia forense não pode produzir resultados imediatos.

4. Tratamentos (como congelamento, enterro ou embalagem) que excluem insetos podem afetar as estimativas.

5. Como os produtos químicos podem retardar ou acelerar o crescimento, as evidências de insetos podem ser afetadas pela presença de drogas no sistema de um cadáver.

Dúvidas? Sugestões? Deixem nos comentários. E nos ajude a lutar por uma internet livre onde possamos aprender e compartilhar conhecimento, sem restrição.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...